Jornal dos Filhos da Caridade, editado pela Fraternidade Anizan
Domingo, 6 de Fevereiro de 2011
Vai, anuncia o Evangelho aos pobres

É com grande alegria e satisfação que nesta altura os elementos do grupo da Fraternidade Anizan do Barreiro olham para o presente e futuro! Após o enraizamento das principais estruturas deste grupo, começa agora uma nova fase em que todos estamos expectantes com os projectos definidos para este ano, os quais reflectem a realidade das ambições e vontades que entre nós se partilham.

 

Tal como a mensagem que o Padre Anizan nos deixou pelas suas experiências e pela sua dedicação a nobres e justas causas, também o nosso grupo tem preocupação e desejo de ajudar aqueles que, quer no espírito interior, quer no seio das comunidades onde se encontram inseridos, estão de facto bastante debilitados, descrentes, ignorados ou afastados, sujeitos a descaminhos, vulneráveis no seu espírito e vulneráveis a uma sociedade que os tende a afastar ou simplesmente ignorar.  

 

Falemos desses projectos, da forma como pretendemos realizá-los e a quem se dirigem. Qual a mensagem ou mensagens que com este projecto, queremos transmitir?

Numa primeira fase a nossa acção vai desenvolver-se em palestras realizadas em escolas para crianças e jovens, abordando assuntos de responsabilidade social, como sejam a delinquência, a toxicodependência, a violência infantil e juvenil, a prostituição, o abandono escolar e o bulling.

As nossas crianças e jovens são todos os dias confrontados com estas situações, mas nem sempre, ou na maioria das vezes, têm oportunidade de os abordar com pais ou outros adultos, dado o ritmo a que hoje todos somos sujeitos.

Com estas palestras pretendemos esclarecê-los, alertá-los, ouvi-los e ajudá-los a dar-lhes uma orientação para a vida, que não passe por experiências negativas e desenvolver-lhes a sua responsabilidade social para consigo, com os outros e com o meio que os envolve.

Outro dos grupos a que dedicaremos uma especial atenção são os idosos, estando programados encontros convívio para abordar temas relativos à sua segurança, quando estão em casa, muitas vezes passando grande parte do dia sozinhos, sujeitos aos mais diversos perigos que conhecemos, como é o caso dos burlões que usam das melhores argumentações apenas com a finalidade de extorquir valores materiais. Também na rua tentam das mais variadas formas ludibriar e recolher informações preciosas para uso e abuso destas vítimas mais frágeis e fáceis de alcançar.

Estes encontros têm também o objectivo de ultrapassar alguma solidão a que este grupo etário muitas vezes é deixado, muitas das vezes até pelas próprias famílias.

Estas palestras e encontros são suportados por alguma informação fornecida em parceria pela GNR procurando chegar a um maior número de pessoas que delas necessitem, pois a nossa grande preocupação é chegar mais perto destes “pobres” rejeitados e muitas vezes marginalizados pela própria sociedade que não os sabe educar e acolher.

Tal como nos transmitiu Anizam, também nós pedimos ao Senhor Nosso Deus que nos coloque no caminho daqueles que precisam de apoio, amparo e amor.

Henrique, Fraternidade Anizan, Jan 2011

 



publicado por apartilha às 16:39
link do post | favorito

sobre A Partilha
pesquisar
 
posts recentes

Notícias - Fevereiro 2011

Vai, anuncia o Evangelho ...

Apelo do amor

Um caminho a percorrer

Una paixão: Acompanhar o ...

A minha experiência de or...

Espiritualidade Anizan.

Filhos da Caridade

Filhos da Caridade - Cari...

A Fraternidade Anizan.

arquivos

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Temas

todas as tags

subscrever feeds